Diário do Mundial V

Diário do Mundial, 5ª Edição

Portugal vence, sem convencer
No primeiro jogo de preparação para o Mundial, a selecção Nacional bateu a sua congénere do Cabo Verde por 4-1, com o Queijo Açoreano a marcar um hat-trick. Com o jogo a começar logo com o ritmo do hino a causar problemas a alguns jogadores (Costinha disse mesmo "Estive quase a abandonar o estágio logo na altura. Sei que a minha forma e o meu ritmo de jogo não são os melhores, mas daí até nem conseguir acompanhar o ritmo do hino vai um bocado"), Pauleta aproveitou para fazer mais no primeiro minuto que no Euro 2004 inteiro, e marcou o primeiro golo. No entanto, com uma defesa altamente alternativa, Cabo Verde começou a causar problemas, e num lance onde Caneira estava a dar autografos a um jovem adepto na bancada, Meira desvia um cruzamento de Cafu com grande arte, igualando a partida. No entanto, apesar de importunar ocasionalmente a defesa Portuguesa (importunar mais no sentido "enxame de abelhas à volta da cabeça" do que "mosca a zunir pela sala"), sofre o segundo golo ainda na primeira parte, de novo pelo Açor Goleador a um canto de Fico, após o time-out de um minuto para refrescar os jogadores e permitir-lhes acompanhar a sua evolução no mercado.
Na segunda parte, já sem Caneira e Maniche em campo, Portugal conseguiu um maior controle sobre o jogo (não se podendo dizer o mesmo sobre Cristiano "Fingers" Ronaldo), e foi com naturalidade que Petit (a actuar ao lado de Costinha como médios centros, a melhor ideia desde Alan Smith a médio defensivo) aproveita uma sobra da defesa para rematar forte e colocado para o 3-1. Já nos minutos finais, o rapaz que dá autografos em queijos cobra exemplarmente (sabe-se lá como) um livre, fechando assim a contagem em 4-1. Excelente teste da selecção que assim pode ambicionar repetir a prestação do Mundial de 2002.

V for Bandalheira
Após ter de tapar as buracadas deixadas por Zé Castro e Filipe Oliveira, Bruno Vale vai falhar a chamada para o Mundial com uma fractura no pé, sendo substituído por Paulo Santos nos 23 finais, mas mesmo assim, a terceira escolha ainda é a melhor hipotese para a baliza nacional. Bruno Vale foi afastado após ter sido diagnosticaa uma pequena lesão no pé, para a seguir ser modificada para uma fractura. Caso fique mais uma semana para exames, os médicos já admitiram "a possiblidade de ser gangrena, o que vai obrigar a amputar o pé"

Sub-21 de fora
Já praticamente a cumprir calendário, a selecção sub-21 após os brilhantes resultados nos dois primeiros jogos, Portugal conseguiu uma vitória tangencial frente à congénere alemã, o suficiente para colocar as duas equipas de fora da competição. Num jogo preparado à medida do que Agostinho "é o que for" Oliveira vinha a fazer, Portugal apenas conseguiu marcar um golo já nos descontos, após Nani passar a bola (pela 2ª vez desde o início do torneio) a Moutinho, que rematou de primeira para o fundo das redes, isto após Quaresma ter gentilmente apoiado o seu pé na mão de Rensing, que de imediato tentou pedir desculpas pelo sucedido.

É do desejo da redacção de uma pessoa do M.I.P. que Kahn se retire no final do Mundial, Quaresma permaneça e o sorteio da Champions League ofereça um Bayern – Porto. Só para efeitos académicos de estudo de comportamento.

Pergunta do dia
Qual é a o jogador jovem português que é "muitas vezes inconsequente" e tem "problemas de controle emocional" ?

Posted Domingo, 28 Maio 2006 by Silva in Diários do Mundial

%d bloggers like this: