Archive for Terça-feira, 11 Julho 2006

Diário do Mundial XXXIV

Zidane Melhor do Torneio
Zidane, o responsável por uma das maiores cabeçadas vistas em fases finais do campeonato do Mundo foi eleito o melhor jogador do torneio pela FIFA. Figo está arrependido de não ter acertado em cheio no peito de Van Bommel (embora ele estivesse ocupado com as mãos de Petit, esse franciú tarado). Ainda se desconhecendo o que fez o médio fazer reanimação cardio-pulmonar em Materazzi, a FIFA informou que fechou os votos ainda no final da primeira parte. Tal como Portugal venceu o de equipa mais espectacular, suspeita-se que as votações para este prémio fecharam antes do inicio da competição.

Mundial de 2010 em risco
Os diários do Mundial 2010 começam com esta notícia (e se calhar acabam, se já estiver a fazer tijolo por essa altura), que alguns dos estádios e infraestruturas na Àfrica do Sul podem não estar prontas para a competição. Sobre a oferta da Alemanha em ajudar a preparar a competição, Septic Bladder, o presidente da FIFA, já veio defender os seus engraxadores dizendo que “Não podemos ir com uma atitude missionária, de canzana é melhor. A África do Sul tem pessoal bem treinado, desde que não morram todos antes de 2010,  a nossa atitude deve ser retribuir tudo o que a África deu ao futebol, desde votos na minha pessoa nas eleições da FIFA até equipas que têm piada, mas são eliminadas antes de criar problemas às equipas grandes”.
A Austrália (interessante, não significasse jogos às 5 da manhã) e os Estados Unidos (interessante, não fosse tudo) são hipóteses prováveis, caso a África do Sul perca a organização.

o MIP esteve à procura dos estádios no Google Earth mas só encontrou buracos. A melhor aposta é que alguem os conseguiu roubar. Inteiros.

Os golos que faltavam
Aqui estão os golos que estavam a faltar:

 

 

 

 

 

Dito isto, o golo do mundial para a MIP vai ser eleito na próxima edição

Jogadores não querem impostos
Apesar de, para variar, ser após a competição, a questão sobre os impostos sobre os prémios voltou a entrar na agenda dos jogadores Portugueses. Madaíl considera que “As selecções nacionais têm obtido, na última década, relevantes resultados internacionais, que muito têm contribuído para a divulgação do prestígio do País no exterior, situação que é justificada pelo lugar que ocupa actualmente o futebol português a nível mundial“, o que supostamente é suficiente para esses rapazes mal pagos que alegadamente representaram Portugal em terras alemãs. No entanto, para variar, o Governo faz alguma coisa de jeito, e respondeu com um rotundo “NÃO”.

Caso a federação consiga os seus objectivos, a redacção de uma pessoa do MIP irá pedir um subsídio por entreter as cerca de 10 pessoas que lêem (ou liam) diáriamente os Diário do Mundial por cinco minutos.

 

Anúncios

Posted Terça-feira, 11 Julho 2006 by Silva in Diários do Mundial

Diário do Mundial XXXIII

Itália 1-1 França (5-3 GP)
A primeira parte foi marcada por uma apagão gigantesco na zona, pelo que a parte interessante esfumou-se tal como uma floresta Portuguesa no Verão. Restava a segunda parte, onde a França ameaçou desempatar a partida, as foi Toni que marcou, tendo o golo sido anulado por fora de jogo. Após isso, a França voltou a pressionar, mas a estratégia de rematar à baliza de qualquer distância inferior a 60 metros não resulta, e o jogo segue para prolongamento. Ainda na primeira parte, um cruzamento é correspondido por Zidane, mas Buffon desvia por cima da trave. Talvez frustrado por o Italiano ter feito o que Taffarel não fez em 1998, o mesmo Zidane, na sua despedida ao futebol, decide acabar com tudo, e se possível, acabar com o peito de Materazzi pelo caminho. Após muita discussão, o Argentino expulsa Zidane, que acaba assim a sua carreira. O que seria ainda assim uma nota de rodapé caso a França conseguisse ganhar nos penalties. Com os italianos a mostrar uma precisão asustadora, o de Trezeguet foi o mais assustador, principalmente para os adeptos Franceses. Coube a Grosso, novo reforço do Inter, a responsabilidade de dar o título à Itália no quinto remate, e assim deu o quarto aos rapazes de azul, que estavam a nadar em seco desde 1982. Ano em que curiosamente, algumas personalidades do futebol italiano saíram de umas férias patrocinadas pelo estado oferecidas após um sorteio que involveu apostas.

Golos:
7′ Zidane 0-1 – Penalty, com a bola a bater na trave, bater dentro, voltar a bater na trave e a bater fora.
19′ Matterazzi 1-1 – Canto, Matterazzi sobe mais alto que Vieira e empata a partida

1-0 Pirlo – Bola para o meio, Barthez para o lado. Um clássico
1-1 Wiltord – Esta foi para o lado, o Buffon para outro.
2-1 Materazzi – Pé esquerdo, forte, colocado, e o golo.
2-1 Trêségay – Bola num lado, Buffon para outro, bola na trave, bola no chão, bola fora da baliza.
3-1 De Rossi – Um exemplo para todos os que querem aprender a defender penalties. ESTÃO A LER ISTO EM INGLATERRA?
3-2 Abidal – Buffon de novo a não acertar no lado
4-2 Del Piero – Agora é Barthez a saltar para o lado em que a bola não foi
4-3 Sagnol – Remate com força, a descarregar a frustração
5-3 Grosso – Colocado, com força, com Barthez a olhar desesperado com a bola a ir em direcção à baliza e a pensar “fini”.

Golo do dia

Penalty, com a bola a bater na trave, bater dentro, voltar a bater na trave e a bater fora.

 

O último momento da Carreira de Zidane
Zidane. O Homem. O Mito. O jogador que se despediu do futebol com uma grande cabeçada no peito do Matterazzi.

O momento.


A coisa a sério. Estava a faltar “O Sá Pinto com classe”, mas tirava o aspecto dramático da coisa.

CRomoaldo quer sair
O especialista em saltos de prancha do Scolari Boys Club diz que não tem “condições para ganhar à Inglaterra” e que “eles estão praticamente a mandar-me embora do país” já que “os ingleses … quando perdem duas ou três vezes seguidas com Portugal ficam irritados“. O facto de ser um apreciador de Greg Louganis pouco tem a ver com esse facto, é claro. Seja como for, o departamento de audiovisuais do MIP produziu um gráfico que explica de forma mais detalhada os motivos que levam o piscineiro a querer sair de Manchester:

Jogos do dia:
FINALMENTE ACABOU A TORTURA! (por meia dúzia de semanas até começarem os campeonatos). Mas nos próximos dias, o balanço EXCLUSIVO, a equipa do Mundial… e os golos que faltam.

Posted Terça-feira, 11 Julho 2006 by Silva in Diários do Mundial