Diário do Mundial XXXIII

Itália 1-1 França (5-3 GP)
A primeira parte foi marcada por uma apagão gigantesco na zona, pelo que a parte interessante esfumou-se tal como uma floresta Portuguesa no Verão. Restava a segunda parte, onde a França ameaçou desempatar a partida, as foi Toni que marcou, tendo o golo sido anulado por fora de jogo. Após isso, a França voltou a pressionar, mas a estratégia de rematar à baliza de qualquer distância inferior a 60 metros não resulta, e o jogo segue para prolongamento. Ainda na primeira parte, um cruzamento é correspondido por Zidane, mas Buffon desvia por cima da trave. Talvez frustrado por o Italiano ter feito o que Taffarel não fez em 1998, o mesmo Zidane, na sua despedida ao futebol, decide acabar com tudo, e se possível, acabar com o peito de Materazzi pelo caminho. Após muita discussão, o Argentino expulsa Zidane, que acaba assim a sua carreira. O que seria ainda assim uma nota de rodapé caso a França conseguisse ganhar nos penalties. Com os italianos a mostrar uma precisão asustadora, o de Trezeguet foi o mais assustador, principalmente para os adeptos Franceses. Coube a Grosso, novo reforço do Inter, a responsabilidade de dar o título à Itália no quinto remate, e assim deu o quarto aos rapazes de azul, que estavam a nadar em seco desde 1982. Ano em que curiosamente, algumas personalidades do futebol italiano saíram de umas férias patrocinadas pelo estado oferecidas após um sorteio que involveu apostas.

Golos:
7′ Zidane 0-1 – Penalty, com a bola a bater na trave, bater dentro, voltar a bater na trave e a bater fora.
19′ Matterazzi 1-1 – Canto, Matterazzi sobe mais alto que Vieira e empata a partida

1-0 Pirlo – Bola para o meio, Barthez para o lado. Um clássico
1-1 Wiltord – Esta foi para o lado, o Buffon para outro.
2-1 Materazzi – Pé esquerdo, forte, colocado, e o golo.
2-1 Trêségay – Bola num lado, Buffon para outro, bola na trave, bola no chão, bola fora da baliza.
3-1 De Rossi – Um exemplo para todos os que querem aprender a defender penalties. ESTÃO A LER ISTO EM INGLATERRA?
3-2 Abidal – Buffon de novo a não acertar no lado
4-2 Del Piero – Agora é Barthez a saltar para o lado em que a bola não foi
4-3 Sagnol – Remate com força, a descarregar a frustração
5-3 Grosso – Colocado, com força, com Barthez a olhar desesperado com a bola a ir em direcção à baliza e a pensar “fini”.

Golo do dia

Penalty, com a bola a bater na trave, bater dentro, voltar a bater na trave e a bater fora.

 

O último momento da Carreira de Zidane
Zidane. O Homem. O Mito. O jogador que se despediu do futebol com uma grande cabeçada no peito do Matterazzi.

O momento.


A coisa a sério. Estava a faltar “O Sá Pinto com classe”, mas tirava o aspecto dramático da coisa.

CRomoaldo quer sair
O especialista em saltos de prancha do Scolari Boys Club diz que não tem “condições para ganhar à Inglaterra” e que “eles estão praticamente a mandar-me embora do país” já que “os ingleses … quando perdem duas ou três vezes seguidas com Portugal ficam irritados“. O facto de ser um apreciador de Greg Louganis pouco tem a ver com esse facto, é claro. Seja como for, o departamento de audiovisuais do MIP produziu um gráfico que explica de forma mais detalhada os motivos que levam o piscineiro a querer sair de Manchester:

Jogos do dia:
FINALMENTE ACABOU A TORTURA! (por meia dúzia de semanas até começarem os campeonatos). Mas nos próximos dias, o balanço EXCLUSIVO, a equipa do Mundial… e os golos que faltam.

Posted Terça-feira, 11 Julho 2006 by Silva in Diários do Mundial

%d bloggers like this: