433, XX Edição, 14-12-06

Ricardo Coração-de-Cagão defende meninos guerreiros
O frangueiro chorão do Sporting, semi-retirado da cena choramingas nacional após o responso e “ownanço” orquestrado por Vítor Baía decidiu vir em defesa dos jovens do clube após a humilhante derrota frente ao Spartak (e Benfica, já que andamos nisso) e dizer que “é preciso um carinho muito grande nas horas difíceis. Se não os querem perder, se querem que cresçam, precisam muito de ajuda“, e em jeito de desabafo “Ninguém fica contente quando se perde, mas é nessas alturas que jovens com 18, 19 e 20 anos precisam muito de ajuda“.

Aqui fica uma música dedicada aos meninos do Sporting. Parece que esta é a verdadeira noção de ser “especial” para aqueles lados.

PS: Mas que raio se está a passar entre os 37 e 39 segundos no canto inferior direito ?

PPS: Isto não para não voltar a fazer piadas do género “uuui cariño, mete tus manos en mi culo” do Bryzas para o Ricardo. Porque já fiz isso há dois anos.
Acabou por esta semana
Como estive ligeiramente constipado no inicio da semana, e desde terça que tenho a obrigação de introduzir dois jogos no MobyGames (já que são practicamente novos -em data, para variar- e não paguei nada por eles), este 433 fica-se por aqui. Quem quiser mais, pode ir ler o The Fiver do Guardian. E fica muitíssimo bem (melhor?) servido.

Partido para a Polifinicação Parcial da Sardinha: … ah, não. É post-post-post scriptum mesmo. Tinha uma piada sobre o “livro” “escrito” pela Carolina “Salgado” (nome verdadeiro: Vaicomtodos), mas não me lembrei do título do outro livro escrito por uma profissional do ramo.

Posted Sexta-feira, 15 Dezembro 2006 by Silva in QuatroTrêsTrês

%d bloggers like this: