433, XXVIII Edição, 07-03-2007

Liga Xampiõns
Como diria o Paulo Sousa, mas só porque não me apeteceu “traduzir” para outra língua. Entre foices e alguns martelos, muitas surpresas saíram destes oitavos de final.

O Porto, após o empate a 1 tinha uma missão difícil, tal como o mostrado pelo poster oficial do jogo:

(e se não sabem a que é que isto se refere, aprendam que eu não duro sempre). Mas difícil é uma palavra muito relativa, e a teoria da relatividade veio ao de cima quando Quaresma aproveita uma grande triangulação no meio campo para se isolar e bater um desamparado Cech (mas menos do que contra o Reading), e calar a multidão comedora de tartes de carne. Que assim ficou por bastante tempo a ver a sua equipa de jogadores multimilionários a ser desarmados por jogadores como o Ricardo Costa. Mourinho esteve claramente inquieto durante a primeira parte, e saiu minutos antes do apito soar para intervalo. Um leilão entretanto retirado do eBay mostra porquê. Quem também teve que ir a reparos foi Fucile, vítima de um punho voador de Paulo Assunção.

Chega a segunda parte, e os planos de clonagem da máfia russa entram em acção, e substituem Hélton por um clone com problemas de coordenação motora, e Robben aproveita-se disso para rematar forte de fora da área, e a coisa que estava na baliza em vez de Hélton defende para dentro. Com a eliminatória empatada, o jogo continuou na mesma, com nenhuma das equipas a jogar alguma coisa de jeito, e já com menos de um quarto de hora Ballack aproveita um desequilibrio da defesa e faz o 2-1. Apesar do golo, Abramovich suspira como quem diz “mas que seca descomunal, se calhar em vez dos jogadores e do treinador devia ter masé comprado o clube deles todo“. E assim termina a odisseia Europeia do Porto, com a já habitual vitória moral Portuguesa.

Quem fica a fazer companhia ao Porto foram só dois favoritos e o eterno outsider. O Barcelona bem que conseguiu marcar um e mandar outro ao poste, mas não fosse o excesso e a falta de pontaria do Liverpool tinha saído da competição com mais uma derrota. O Inter, após o embaraçoso empate a dois em casa foi a Valência empatar por zero, e à galeria que ja conta com momentos como este:

Podem juntar agora momentos como estes:

Brilhante. Quanto ao Lyon, mostrou estar numa bela crise, e perdeu em casa por 0-2 com a Roma, após o nulo em Itália, quebrando uma série de anos a ir aos quartos e ficar lá, qual prostituta assassinada. No segundo dia da competição, o Arsenal mostrou a grande equipa que é, e após Alex ter oferecido o empate à equipa londrina, tirou o tapete dos pés da legião estrangeira (até tem um francês a comandar e tudo) e colocou o outro finalista do ano passado de fora.

Quem também ficou de fora foi o Real Madrid que após uma tangencial vitória por 3-2 em casa levou um golo aos 10 segundos, com o avozinho preferido de todos os extremos direitos a perder uma bola para Salihamidzic que cruza para Makaay fazer o que se previa difícil aos 10 segundos, o golo mais rápido da história da competição. A vantagem tangencial alargou-se quando Lúcio acerta por uma vez na baliza certa já na segunda parte, colocando o Real a precisar de marcar dois. Que até marcou, primeiro num penalty convertido por Van Horsey e depois um golo com a mão de Sergio Ramos anulado a um minuto do final, para um desespero muito literalmente gritante dos comentadores da Cadena Ser. Por fim, Enquanto Larsson deu mais um contributo ao Manchester United ao carimbar a passagem aos quartos, o Milan precisou de ir ao prolongamento, após mais de 30 remates (6 do qual à baliza) para derrotar o Celtic, mas Kaká em três minutos resolveu a questão.

O sorteio para os Quartos e meias é dia 9. Já com muito favoritos de fora.

 

Porto e Benfica cumprem, vencedores antecipados CL 06-07 empatam
Enquanto o Porto e o Benfica, com maior ou menor dificuldade derrotaram os seus adversários, no caso do Porto orientados por uma das melhores duplas de centrais da história do clube, no caso do Benfica contra uma equipa que por pouco não derrotou o Sporting. Clube que a jogar na sua segunda casa (provando assim a sua incapacidade de jogar frente aos seus adeptos) não conseguiu derrotar o Leiria, somando assim o quinto empate em seis jogos para a Liga Bwanza. O destaque foi para o vermelho directo visto por Liédson por agressão a Rossato que o pode atirar para fora do clássico no Dragão. A redacção do MIP nãp aceitam apostas sobre como a decisão sobre o recurso do Quaresma vai ser tomada, e ainda vai haver tempo para dar um só jogo de castigo ao Liédson. Paulo Bento diz que é “novinho como treinador, como o meu cabelo que os miúdos deixam de usar aos seis anos, mas não sou inocente”. O mesmo não se pode dizer de Liédmulason.

A sequela do filme do ano

 

Sem voz de treila desta vez, que isto até anda com um média de visitantes jeitosa ultimamente e não quero afugentar ninguém.

James Cameron com descoberta do outro mundo
O realizador de xaropadas como Titanic ou Rambo II bem como da descoberta de Jesus Cristo chocou o futebol Mundial quando anunciou a descoberta dos carimbos que permitiram ao Vitória de Guimarães inscrever o médio Zairense. “Estavam num cofre de uma antiga fábrica de velas de Guimarães. Após descobrir a combinação 10-06-19-52, estavam alguns documentos já gastos pelo tempo e um carimbo. O Carimbo, apesar de algo corroído, diz “Fá ica Vim n se las” , que é Swahili para “29-05-87″, e uma tesoura de aparar bigodes. Acreditamos que esta é a prova fundamental que liga o carimbo a António Oliveira”.

Mantorras arrestado
O avançado do Benfica foi detido na manhã do dia 5 por conduzir com uma carta de Angola. “Eu não sabia de nada, foi o meu amigo da Casa Blanca que me disse que podia andar com esta carta, e até foi ele que me vendeu este carro que diz que já foi do James Dean e até foi ele que o ofereceu.”

E ao 17º, Mancini voltou ao normal
E eis que após 17 vitórias consecutivas, Mancini viu-se incapaz de derrotar a Udinese em casa e consentiu um empate. Ou seja, não há Jack Bauer para ninguém. Embora a Roma até precise, que mesmo quando o Inter para para respirar decide fazer ainda pior, e a vantagem entre os dois está em 16 pontos. Para o terceiro é de 25. Para o Milan, 30. Ou 22, só para agradar a certas pessoas com azia.

 

“Já nem sei como denegrir, vou morder o anzol”

A música não é bem assim, mas foi o que se ouvia em algumas redacções nas margens do Tejo, nomeadamente do pasquim A Bola e do iPasquim Sportugal. Ao pegar nas declarações de Sir Alex “6 minutos de desconto” Ferguson onde o mesmo disse sobre Mourinho “His football club have been involved in so many things with referees over the years“, e as redacções altamente profissionais dos mesmos sítios deram logo a achegazita para “OS SEUS CLUBES FORAM ENVOLVIDOS COM TANTA COISA SOBRE ÁRBITROS (HINT HINT AZUIS E BRANCOS COM NUMEROS VERMELHOS E ESTÁDIO COM NOME DE FIGURA MITOLÓGICA)“, tendo revertido a notícia para a tradução mais séria ao final da noite. No entanto, para grande pena dos profissionais da coisa, houve quem houvesse reparado nisso.

QUATROTRÊSTRÊS: MENOS PARCIAL QUE A IMPRENSA A SÉRIO

Marselha roubado
Estando num país como Portugal, a primeira reacção será “quantos penalties”, mas a realidade vai muito além disso. Depois ter visto uma presença na final a ser roubada, o clube francês viu a sua coroa de glória, a réplica da Taça dos Campeões conquistada em 1993 ser abafada do museu do clube, coisa que o Porto não terá problemas. A polícia encontra-se confusa com a ausência de indícios de arrombamento enquanto em Marselha estão confusos com o facto de já terem ganho alguma coisa. Em Lyon estão ainda mais confusos por o Marselha ter sido campeão Europeu e eles desta vez nem aos quartos terem conseguido chegar.

Posted Quinta-feira, 8 Março 2007 by Silva in QuatroTrêsTrês

%d bloggers like this: