Sem PCs, prólogo.

Dizem-me que muitos blogs têm um post a fazerem a pergunta se “isto” é uma perda de tempo.  Como nunca tive, decidi fazer uma coisa diferente agora. Como é do domínio público, este PC teve mais um dos seus deslizes do sistema operativo na semana passada, e por isso fiquei sem literalmente nada que fazer nos últimos dias. No entanto, cheguei a um número de conclusões, que por faltarem apenas alguns minutos para sábado começar e não ter que fazer, estou a passar para papel  antes que me esqueça na corrida “oh porra, mas que programas vou ter que re-instalar” que vai ocorrer no primeiro dia com a peça de museu de volta a casa. coisas.jpgComo alguns de vocês provavelmente não acreditam que estou a escrever isto na sala a ouvir o single do “No Ordinary Morning” dos Chicane, à direita têm  o scan do caderno de anotações. Mas só até à parte que já leram. Apesar de, como muito provavelmente já todos repararam, posso ser maluco, mas não ao ponto de perder tempo a escrever à mão algo que já está feito no computador.

Mas esta série de posts, divididos por alguns dias, têm um tema: as  conclusões a que eu cheguei após um número de dias com a minha rotina de deitar os dias fora a ouvir e escrever sobre música parcialmente arruinadas. No próximo post, motivos relacionados com a higiene pública.

Posted Quarta-feira, 17 Outubro 2007 by Silva in Bandalheira

%d bloggers like this: