End Day: The Silva Version

Para quem não conhece, End Day é um programa da BBC transmitido em 2005 que conta cinco formas, possíveis segundo os cientistas, do mundo como o conhecemos acabar. Entre estas, está incluído um mega-tsunami provocado pelo deslizamento de terra em La Palma, queda de um asteroide em Berlim, uma pandemia global, um supervulcão em Yellowstone e uma experiência com um acelerador de partículas que cria strangelets que engolem o mundo.
Tudo coisas simpáticas. Mas sinceramente, são as que nenhum cientista com dois neurónios funcionais se atreveria a prever que faziam televisão sem qualquer valor educativo. Por isso apresento…

endday.png

Invasão de mortos-vivos
Após uma praga de Guy Fawkes, diversos parlamentos por todo o mundo são demolidos com todos os deputados dentro, o que faz com que o inferno fique cheio em pouco tempo. Com o inferno cheio, os mortos não têm para onde ir, e uma legião de mortos-vivos arrasta-se pelas grandes metrópoles.

O Chanceler Silva, no melhor estilo Dawn Of The Dead (mas ao contrário) tenta salvar o Porto ao conduzir todos os Zombies para dentro do Shopping do Bom Sucesso e proceder à sua demolição, mas falha quando a Câmara Municipal do Porto decide embargar a demolição e ao mesmo tempo comissionar a construção de mais um shopping na baixa, destruindo assim todas as hipóteses dos vivos. E dos pequenos comerciantes.

Contacto extraterrestre
A NASA decide transmitir a Across The Universe dos Beatles directamente para o espaço. Uma civilização extraterrestre em Tau Ceti decide responder não com uma faixa menor do catálogo dos Wsklptec, mas sim com uma invasão a toda a força com a primeira armada inter-galáctica de Tau Ceti V. Em vez de tentar colonizar todo o planeta e usar os humanos que não tentem resistir como escravos, os comandantes rapidamente reparam que já sobram poucos recursos que possam utilizar, logo decidem destruir o planeta imediatamente para poupar os gastos logísticos de uma possível invasão.

A última mensagem deles antes de vaporizar o globo: “BLHGORGH! Arghb waasb wiite wanet loooub hiiitles, vi jant uiiiink uooooid o lpinwabber oworblibe ugh owie ta stawmin!!! IIIIIE!

Sequência de eventos perturbam ordem natural
Uma sequência de eventos que, pela sua improbabilidade, causa perturbações drásticas na ordem natural das coisas. Entre esses eventos, políticos Portugueses decidem meter as mãos à obra sem meter nada ao bolso, os Estados Unidos assinam o tratado de Kyoto e não invadem ninguém durante cinco anos, Bin Laden declara uma trégua ao Ocidente com a declaração que “estava a ler o livro ao contrário, desculpem” e  alguém se apaixona pelo Chanceler Silva, que ao mesmo tempo consegue escrever um post com mais de 100 caracteres sem perder a vontade de o fazer a meio.

No momento em que estes eventos todos se sobrepõem, todo o universo desaparece num flash de luz branca.

Segunda Vinda
Conforme previsto por dezenas de profetas, a segunda vinda finalmente acontece. No entanto, tal como aconteceu com a segunda vinda dos messias de Madchester, o resultado foi catastrófico, com a re-encarnação do messias a ir para o corpo de um negro homossexual comunista no meio do Mississipi. Segue-se a primeira guerra civil nuclear santa do Mundo. E a última.

Suicídio planetário

Com 4.85 Biliões de anos (apesar de uns certos senhores vestidos de fatinho de linho branco e falinhas mansas tentarem dizer que “só pareces ter dez mil”), três séculos sempre a fumar, sempre na mesma rotina de andar às voltas atrás de uma candeeiro de proporções galácticas, tratamentos com radiação para remover cancros (assim chamados por alguns políticos e chefes militares), o planeta decide que já chega, e tenta suicidar-se.

Como não tem pescoço, braços, ou qualquer coisa  que possa ajudar a isso, o planeta repara que não pode fazer absolutamente nada, e limita-se a ficar deprimido, e a provocar todo o tipo de desastres na superfície enquanto ouve um cd de emo.

 

PS: post mesmo para despachar, já estava a demorar muito para acabar e não ando propriamente inspirado.

Posted Segunda-feira, 4 Fevereiro 2008 by Silva in Bandalheira

%d bloggers like this: