Julian Cope is Dead


Julian Cope is Dead – Bill Drummond (The Man, 1986)

Bill Drummond. O homem. O mito. A única pessoa no mundo a quem pareceu boa ideia queimar um milhão de libras como declaração artística. Mas este post é dedicado à sua actividade antes dos JAMs/KLF/Time Lords, mais precisamente à terceira faixa do seu álbum lançado em nome próprio, anos após a sua estreia musical nos Big In Japan (não confundir com a música da banda do senhor com uma cara algo estranha), uma banda de tal forma popular que uma petição para o seu fim recolheu mais de 2000 assinaturas (incluindo as da banda), tendo o último EP aberto a Drummond a possibilidade de abrir a Zoo Records, gerindo a carreira de bandas como os Echo and The Bunnymen ou os The Teardrop Explodes, do qual este Julian Cope era o vocalista, e curiosamente, o autor da dita petição.

Talvez por isso, talvez como uma resposta à música Bill Drummon Said, Bill Drummond dedica-lhe uma música no seu único disco a solo, que começa com o belo verso:

Julian Cope is dead,
I shot him in the head.
If he moves some more,
I’ll kill him for sure.
Now, Julian Cope is dead.

Isto com o ritmo de um bardo medieval. Não haja dúvida que a maluqueira já vinha muito de trás (embora tenha que admitir, após passar o choque, o The K Foundation Burns a Million Quid é algo enfadonho).

(Já que isto está fora de circulação, fiquem aqui com a música)

Posted Sábado, 16 Fevereiro 2008 by Silva in Single

Tagged with

%d bloggers like this: