Rick Wright, 1943~2008

Faleceu hoje o que era, na minha opinião, o segundo elemento mais importante na componente musical dos Pink Floyd durante o seu percurso. Enquanto nos primeiros anos a guitarra de Syd Barrett dominava, eram as texturas de Rick Wright que davam aos Pink Floyd as texturas brilhantes que levavam o som psicadélico dos primeiros anos da banda desta para outra dimensão. Após a substituição por David Gilmour e a entrada por caminhos mais experimentais, a importância manteve-se – agora até mais frequentemente a subir ao papel de vocalista.

Com o ego de Roger Water a tomar conta da banda após a fase dourada da banda com Dark Side of  the Moon e Wish You Were Here, a sua saída antes de The Wall significava o final definitivo da era dourada da banda. O resultado da saída é audível em The Final Cut, o registo mais pobre musicalmente da história da banda. Regressou ainda como músico de estúdio em A Momentary Lapse of Reason, e a tempo inteiro em The Division Bell.

A sua morte irá certamente colocar um final em qualquer ideia de um regresso dos Pink Floyd. Embora a maior animosidade entre o quarteto até originasse entre Waters e Wright, por respeito a um dos membros originais, essas ideias devem ser colocadas de parte desde já. Se não houve respeito pelas suas contribuições brilhantes no final dos anos 70, haja agora.

Posted Segunda-feira, 15 Setembro 2008 by Silva in Musica

Tagged with

%d bloggers like this: