Preguicite

Sinceramente, depois de ler artigos do calibre deste penso que caraças é que fazem na redacção do Blitz durante o mês. A revista é miserável – meia dúzia de artigos traduzidos, críticas na maior parte “para não ofender”, respostas a tops estrangeiros (sim, porque isso é uma linda táctica para  encher chouriço) e tópicos mais que recalcados. Sim, já sabemos que passaram 15 anos desde que o Cobain morreu – podemos seguir em frente, ou o defunto vai ser capa de novo em Abril?

O que não entendo é como é possível fazer um site com 0% de conteúdos originais; notícias traduzidas do NME/Pitchfork/Gigwise, e agora, até traduções/adaptações dos blogs do Guardian. Tenho uma ideia melhor – que tal fazerem eles próprios uma secção de blogs, onde os utilizadores são pagos para escreverem artigos originais e minimamente decentes, em vez do recalcamento sucessivo do “melhor riff do novo dos Metallica”, “banda preferida” e tretas do género que eventualmente me afastaram da consulta diária do site? Afinal de contas, com os “recordes de visitas” e os “recordes de vendas”, deve haver fundos para tal.

Da mesma forma, ainda quando andava por lá há mais ou menos um ano dizia que era surpreendente como ainda não tinham notícias da Hannah Montana ou coisas do género. Pois. Fiquem lá contentes a vender revistas a putos de 13 anos que ouviram o Black Album há duas semanas e acham que entendem muito de música e a pré-adolescentes.

Posted Quinta-feira, 26 Fevereiro 2009 by Silva in Musica

%d bloggers like this: