Como um eco de um espaço profundo

rose20Não é raro eu chegar aqui a promover uma banda de uma forma algo entusiástica. Ainda mais comum é serem bandas que muito dificilmente iriam ter grande projecção, muito menos em Portugal. Para Dean Garcia, o “líder musical” destes SPC ECO isso não seria novidade: depois de anos como a metade musical dos Curve, um projecto que fundiu as grandes tendências da música Britânica dos primeiros anos da década de 90, mas cujo “molde” apenas obteve um grande sucesso quando foi devidamente saneado pelos Garbage anos uns mais tarde.

spceco_medOra, os anos passaram, em 2005 os Curve fizeram o seu adeus para caminhos separados, com Toni Halliday a criar o seu novo projecto Chatelaine (do qual também se espera uma estreia em 2009), e Dean Garcia a chamar a sua filha Rose Berlin e Joey Levenson para o que é um dos melhores álbuns de estreia de 2009 – 3-D. Em termos sonoros, os SPC ECO são uma extensão do que Dean Garcia fez numa fase mais avançada da carreira dos Curve – um trabalho de programação de baterias electronicas bastante laborioso, guitarras cuidadosamente texturizadas com vozes femininas suavemente sobrepostas.

Com todas as bandas novas influenciadas por pioneiros como os My Bloody Valentine, Ride, Slowdive  e até os próprios Curve (aliás, a secção de agradecimentos contém alguns elementos conhecidos da scene that celebrates itself, como Andy Bell), é sempre bom ver um dos grandes nomes a voltar com um projecto e um trabalho de excelentes qualidades, e certamente merecedor de uma boa posição no final do ano, e espera-se, mais nos que se vão seguir. Segue-se Telling You, uma das melhores faixas de 3-D.

O álbum pode ser adquirido directamente à banda por duas formas: ou através de uma doação (o valor é livre) aqui com direito a MP3, ou por 13 euros (portes incluidos, entrega super-rapida) podem comprar a versão CD – numa caixa especial e com um CD a imitar o aspecto do vinil. Até na cor. Para os mais pacientes, uma edição em vinil real deverá estar disponível nos próximos meses. But, by all means, contribuam com alguma coisa.

Já agora, concertozinho em Portugal, sff. E de preferência, com mais cuidado a escolher as companhias que o Kevin Shields.

Posted Quinta-feira, 2 Julho 2009 by Silva in Musica, Videoclip

Tagged with

%d bloggers like this: