Diário do Mundial I

Diário do Mundial, 1ª Edição

Cannavaro não quer gays na selecção
O defesa e capitão da squadra azzura e também ícone sexual nas partes mais coloridas das cidades italianas, Fábio Cannavaro afirmou não conhecer jogadores homosexuais nem querer que eles possam eventualmente usar as camisolas apertadas da Puma:

"Nunca conheci nenhum futebolista gay e nunca suspeitei de ninguém"

Dito isto, voltou ao balneário da Juventus onde se ouvia o som provocado por sabonetes a cair em louça bastante frequentemente. Numa notícia não relacionada, Cassano não foi convocado para o Mundial 2006.

Ricardo Costa convocado
O 4º central do FCPorto foi convocado para representar a selecção nacional, maioritariamente composta pelos sobreviventes do ataque falhado a Klendatopoulos feito há sensivelmente dois anos pelos Scolari Roughnecks. Quanto à numeração, a maior surpresa é Hugo Viana, um dos presentes na grande epopeia a terras Coreanas em 2002, que herda o numero 10. Assim sendo, Portugal irá contar com um jogador com a mesma velocidade de Rui Costa após 40 minutos de jogo. Bruno Vale irá ver o seu valor catapultar para valores estratosféricos por ficar no banco junto ao maior amigo de Moretto a ver o Frangardo Calimero como titular.

Scolari pede nomes de jogadores nas ruas
Após o sonho molhado "pinochetesco" de ver uma bandeira em cada janela, Scolari volta à carga e desta vez pede "que as terras natais de cada jogador espalhem os nomes dos atletas pelas respectivas ruas". Como aqui acreditamos sempre que uma ideia só fica boa depois de passar por muitas cabeças, aqui fica uma sugestão muito mais interessante, que em parte vai ao encontro pelo sugerido pelo seleccionador da equipa dele:

Fotografia original Luís Silva @ 2004, Prédio na Rua de Costa Cabral no Porto

E por hoje, é tudo. Próxima actualização dos Diários dia 25, Quinta-Feira.

Posted Segunda-feira, 22 Maio 2006 by Silva in Diários do Mundial

%d bloggers like this: